Razões para Visitar Mendoza

Eu estava BEM ansiosa para começar a postar a dicas de cidade não-Bue. Mas não sabia como! Ainda que a cidade seja minha paixão perdida, a metade da minha laranja, a tampa da minha panela (ok, parei, tô carente!), têm vários outros locais que acho que vale muito a pena visitar. Eu já disse no facebook do blog que Buenos Aires não é só uma cidade e sim, também um estado de espírito. 

COMO ASSIM, FIA?

Assim: Buenos é apaixonante não só pelo o que a cidade oferece, mas sim pelo clima. Essa paixão, ardor, boêmia tão comum que vemos pelas ruas. E eu acho SIM que é possível encontrar Buenos em qualquer lugar que você vá, e então, eu acho que encontrei a maneira certa de dar dicas de outros lugares pela Argentina que tem um estado de espírito porteño. Curtiu?

Enfim, Mendoza, eu diria, que é minha segunda paixão. Eu fui pra lá completamente sem pretensões e sabia que a Cordillera de los Andes me esperava. Mas eu juro que foi uma das surpresas mais agradáveis da vida.  Ainda que eu não tenha me hospedado na capital (fiquei num vilarejo LINDO chamado Chacras de Coria, que depois vai ter post), a cidade de Mendoza é super bonita. As ruas são limpas, tem de tudo e mais um pouco, e a água que corre pelas vias das calçadas é cristalina porque vem dos cerros, muito amor.

Pertinho do Aconcágua.

Daí, você me pergunta: devo conhecer primeiro Bariloche ou Mendoza? Olha depende… Bariloche é mais família. Ainda que seja uma viagem maravilhosa e que vai vir para o blog mais pra frente. Eu acho que Mendoza é para casais, mas também é uma viagem bem democrática. Por que? Porque em Mendoza você pode esquiar em Las Leñas ou na base do Aconcágua, visitar bodegas e vinícolas, almoçar no pé dos Andes, curtir a cidade e descansar. Ou seja, é uma localidade que te oferece de tudo um pouco.

Plantação de azeitonas.

Mendoza ainda não é um destino caro, como Bariloche. Tem várias opções de lazer em conta e não está saturado como outras cidades. A cidade tem várias opções de hospedagem. O único mal de Mendoza é se locomover… Dentro da cidade é possível, através de transporte público. Mas, para visitar bodegas e ir até cerros é necessário reservar o passeio com a viníciola diretamente ou com a agência de turismo. Anote: não vá para uma bodega sem antes reservar! E anote também: muitas vinícolas não abrem aos domingos. Mendoza é sim provinciana.

Chegando no Aconcagua.

De resto, é incrível como tudo ali tem um landscape maravilhoso. Acordar e ver a Cordilheira tão pertinho de ti, dá uma sensação de paz incrível. Ainda mais se você fica num dos vilarejos perto da capital. Mas se for ficar fora da cidade, tem que alugar carro. Como eu disse, eu fiquei em Chacras de Coria, num hotel maravilhoso! Mas tive que alugar carro: a distância de Chacras a Mendoza é pequena, mas tem uma bela de uma estrada no meio. Ou seja, não dá para depender muito de transporte público.

Uma das estradas mais lindas que já vi na vida.

Ainda que as plantações de uva sejam o must da cidade, esquiar no Aconcágua e em Las Leñas é ótimo. Para o Aconcágua você pode se hospedar em Mendoza mesmo, mas para Las Leñas é necessário reservar hotel na localidade porque fica meio longinho da capital. Mas outro tipo de turismo que está rolando por lá é visitar plantação de azeitonas, muito amor.

Lago no caminho da Cordilheira.

Mendoza tem uma paisagem meio de deserto: o clima é meio seco e o verão lá explode de calor. Porque é seco, é um pouco comum ter escorpião durante o verão. Ou seja, se for enfrentar alta temporada lá, não ande nas ruas de chinelo Havaianas.

Seco, seco, seco.

É difícil escolher uma época do ano para ir. Eu fui no outono e não me arrependo nenhum pouco. Peguei uns dias de frio, mas durante o dia fazia uma brisa agradável.

Coisa linda!

Para chegar até Mendoza é fácil: avião, ônibus e carro! Avião é super baba, tem pelo menos 3 voos diários saindo do Aeroparque e com duração de 1h 30 aproximadamente. De ônibus é um pouco mais em conta e demora em torno de 13 horas a viagem. Já de carro, a vantagem é contar com um meio de transporte por lá. A estrada não é muito lindona, mas vale a pena também.

Bueno, todo esse blá-blá-blá para mostrar algumas fotos da viagem e para mostrar como a cidade pode ser linda. Na série Mendoza vão ter bodegas, hotel, passeios, restaurantes e fotos da cidadezinha de Chacras de Coria.
Será que vocês vão curtir dicas não-Buenos? Me digam! Beso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s