Vielas de Londres

Pode fazer um roteiro de Londres e incluir nele uma porção de vielas? Foi o que eu fiz. Tenho tara-queda por diversas coisas na vida, entre elas está meu amor infinito por vielas. Amo essas ruas pequeninas, estreitas, escondidas. Afff, parece mágica. Daí que fiz um roteiro em Londres cheio delas.

Warren Mews 

Uma das mais lindas e mágicas, fica na Warren St (entre Conway St e Cleveland St), perto da Fitzroy Square Garden em Fitzrovia. Descer na estação de metrô Great Portland Street | localização no mapa.

Fitroy-Place-Location-Warren-Mews

Lamb’s Conduit Passage

Nela fica uma livraria lindaaaaa e bem deli que parece casa de mãe, a Persephone Books. Na 59 Lamb’s Conduit Street, localização no mapa. O metrô mais próximo é o Russsel Square.

Camden Passage

De certo é uma das mais famosas da cidade (tão famosa que tem até site próprio), há inúmeras lojas e coisas amontoadas, mas o segredo dessa vielinha é o Kipferl, um café gostosinho especializado em brunchs e café da manhã alemão/ austríaco. 20 Camden Passage, localização no mapa.

Craven Passage

Bem normal depois que você se familiariza com as vielas britânicas, mas pela fácil localização (perto de tudo) é legal de ir e tomar uma cerveja no pub de lá, o The Ship and Shovell. Na 1-3 Craven Passage, Charing Cross.

Newman Passage

É fácil de achar também porque é relativamente perto da Oxford St. É também uma das mais europeias que achei em Londres, tem um ar Victorian sabe? Meio obscura, misteriosa, de alguma vila do interior do país, amei. Na altura da 25 Newman Street, localização no mapa.

Lamb & Flag

Fofa e fica em Covent Garden e deu nome a um pub bem conhecido na área, o Lamb (foto). Fica na 33 Rose Street, Covent Garden, mapa.

Neal’s Yard

Se bem não é uma viela é escondido. Essa pracinha é a coisa mais fuefa de toda la vida em Covent Garden, delícia mesmo é pegar um café no Monmouth e/ ou comprar algumas coisinhas para a pele na Remedies e ficar fazendo nada por lá.

Cornwall Road

Também não é uma viela, mas é uma rua bem escondidinha que eu achei tão linda para fotografar que pra quem curte é um prato cheio de amor e belas imagens. Para achar: fica do outro lado do Thames, indo para Southbank pertinho do London Television Centre, mapa aqui.

Southwark Street

Eu já tinha anotado esse lugar para ir, mas chegando no Borough Market meio que me perdi e não achei. Daí rolou que fui confundida com local por um grupo de orientais que estavam loucos procurando essa rua cheia de guarda-chuvas e na hora que eu ia dizer que não sabia onde era, olhei pra frente e tcharannnn, lá estava a Southwark Street. Nada mais é que um localzinho escondido, cheio de umbrellas. Lindo. Para achar é mais fácil ir atrás de uma loja de vinhos chamada Vinopolis, é do lado. 1 Bank End, mapa.

Notting Hill

Não dá pra contar a quantidade de vielas e ruas lindas em Notting, por isso a melhor coisa é se jogar pelas ruas do bairro mais fofo da cidade e se deixar levar.

E você, conhece alguma?

Londres e Harry Potter

Passam anos, mas eu continuo sendo fã de HP ahah, vai parando por aqui se você não for e não quiser ler o post. Mal cheguei na Inglaterra e o amigo da imigração me perguntou o que eu iria conhecer na cidade e eu fui enfática: além do circuito básico e do 5o clock tea eu queria MUITO ir até os estúdios da Warner ver o backstage da produção e fazer um circuito HP em London. O amigo riu, mas acho que ele entendeu meu encanto.

Há diversos tours em Londres especializados em roteiros de Harry Potter, mas como eu não quis me afincar a isso eu acabei passando por alto deles, mas se você tem tempo rola procurar algum. Só jogar no Google: tour + Harry Potter + London que aparecem vários. Se não, tem vários sites também que fazem um roteirinho básico na cidade como um do it yourself. Aí rola passar pela King Cross, pela ponte de St. Paul, e algumas vielas que foram parte das cenas dos filmes.

Agora o negócio pega mesmo se você vai até os estúdios da Warner que ficam fora de Londres. Parece longe mas não é. Quando você entra no site da Warner pra comprar dá tanto para adquirir só o ingresso como o transporte filiado deles até o parque, que sai de Victoria Station bem cedinho (se eu não me engano as 8h da matina). Caso contrário dá pra comprar só o bilhete e você se vira para chegar.

Eu tava com receio de me perder e comprei com transporte, achei um pouco caro mas não me atentei a isso. Cheguei no Victoria Coach Station e fui pra agência de turismo e fiquei esperando por lá. O ônibus saiu em pontualidade britânica e era fofo porque era enfeitado de HP, as crianças que estavam comigo no dia piraram. O caminho é meio longo via estrada.

Chegando lá eles te deixam no estúdio e é cada um por si e Deus por todos. Ainda que na hora da comprar você tenha que escolher um horário de visita, a chance de você entrar antes é grande. Eu fui durante semana e tinha pego o horário das 11h, como cheguei as 9h e estava vazio fui logo entrando. Vão entrando diversos grupos a cada hora. Grupos grandes.

A equipe da Warner é legal e logo na entrada você vai tendo contato com a produção. Tem uma baita lojinha ao lado (vai depois) e também um Starbucks para esfomeados.

O tour começa com um vídeo de apresentação dos filmes, e depois você entra em uma sala de cinema onde também vai rolar um filminho curto e algumas instruções de passeio pelas instalações. Vou ser sincera e dizer que o destaque maior do passeio todo (na minha modesta opinião) é a entrada para os estúdios que é separada pela porta do salão comunal. Nessa hora que eles abrem as portas você morre porque começa a tocar a música e nossa é lindo.

O salão pra mim é a segunda parte mais legal do passeio todo (a outra já conto qual é), porque é LINDO mesmo e é legal imaginar tantas cenas que foram gravadas por lá. Qualquer foto que você tira fica bonita porque as instalações todas são bem cinematográficas, com luzes especiais que tanto em filme como em foto, ficam perfeitas.

Saindo do salão, existe uma outra área enorme daí sim cheia de mini cenários e você fica solto. Tem Sala de Poções, Sala da Grifinória, Sonserina, Casa do HP, etc, quase todos os cenários MESMO. Ali você gasta um tempão. Tem um espaço por lá que dá pra sentar em uma vassoura e tirar fotos com cabelos ao vento AHAH, achei muito legal, mas fiquei com vergonha porque não sabia e fui de SAIA, abafa.

Enfim, saindo dessa sala enorme cheia de cenários legais, você cai do lado de fora que é a parte onde tá a casa do HP do primeiro filme, a ponte de Hogwarts também tá por lá, e a casa dos pais do Harry. Aqui fora você consegue comprar a famosa cerveja amanteigada. Eu amei e eu que não sou fã de cerveja, quis tomar duas. Mas não comprei porque estava congelantemente frio naquele dia, não rolava. Minha cabeça parecia que ia explodir ahaha.

DEPOIS É MINHA PARTE FAVORITA POR ISSO O CAPS LOCK, BECO DIAGONAL. Sem dúvida é o grande ápice do tour inteiro, gente. Porque é real, de verdade, é muito lindo. Muito lindo mesmo. Muito de filme, muito de sonho. Fiquei maior tempo lá ahhaha.

Finalmente depois disso tem algumas maquetes para ver, de criaturas, bichos, e a magnífica maquete do castelo de Hogwarts mesmo que é IMENSA.

Resumão geral:

– Sou sincera. Londres é magnífica e ir até os estúdios leva um tempo, pelo menos metade do dia. Na minha opinião, a melhor coisa é comprar para ir cedo que logo pelo meio dia você já vai estar de volta e dá pra aproveitar a cidade.

– Pra mim, vale a pena quem é fã mesmo e é maior de 20 anos ahha. Digo isso porque aquele encanto todo com a magia do filme acaba.

– Não é um parque de diversões. Não tem nada de interativo para fazer (exceto subir na vassoura e tirar foto), portanto não é legal para crianças. É interessante ver como tudo foi criado, mas de novo, acaba com a magia que a gente cria no filme.

– Se eu acho que dava pra ser mais legal? Acho. O tour todo rola fazer em uma hora até. Os pontos altos que são a sala comunal e o Beco. São lindos e dá vontade de ficar, mas de resto é apenas observação mesmo. Ok?

– Pra mim, tem que ir se tem tempo na agenda porque não vai mudar a sua vida. E se for, de novo, ir de manhã pra curtir London que tem mais magia e encanto.

– Finalmente, não vale a pena comprar transporte pelo site da Warner. Melhor coisa é ir de metrô e trem, que é bem rápido e você não fica a mercê do bus passar. Isso porque a Warner disponibiliza a cada 20 minutos um ônibus que sai da estação de trem até o estúdio. Então, não tem sentido você comprar transporte da agência. Eu quando terminei a visita, teria que ficar esperando 50 minutos pelo transporte da agência passar, acabei pegando o bus da Warner mesmo, fui até o trem, peguei ele e fiz baldeação pro metrô. Simples demais e muito mais rápido.

Um post encantado antes do Natal!

Lojinhas Legais em Londres

Lojinhas fuefas que passei por Londres e que talvez possam interessar.

Cath Kidson: fácil, uma das lojas mais lindas da cidade. Tem várias filiais e muita gente já deve conhecer, but who cares? Não dava para deixar de colocar porque, simplesmente, é fantástica. Tem de tudo para casa, mas casa de boneca, potes de chá, jogo americano, porcelanas, pratos para sobremesa, facas decoradas, mochilas cheias de rosas. É muito feminina, bem mulherzinha mesmo | www.facebook.com/CathKidston – 28-32 Shelton Street, Covent Garden. Tem lojas também em Piccadilly, Battersea, Canary Wharf, Heathrow, Oxford Street, Notting Hill, St. Pancras,

Stand de Velinhas no Covent Garden Market: não sei qual é o nome. Mas dentro do mercado de Covent Garden (que tem muita coisa legal), tem um carrinho de uma mulher que só vende velas cheirosas com rosas. Tipo é MUITO fofo. Eu comprei uma velinha de lavandas, com lavandas secas (minha cara). E tem de vários outros tipos, achei muito british | www.coventmarket.com.

Magma: é pra ser uma loja de livros, mas tem vários objetos de design legal. Comprei por lá um mapa de Londres só de escritores. Na realidade era uma série de endereços mapeados onde vários autores (britânicos ou não) tinham se inspirado para escrever na cidade. Achei que a loja tem um conceito bem interessante e serve para quem quiser trazer presentes mais originais | www.magmabooks.com – 16 Earlham Street, Covent Garden.

Oliver Bonas: foi uma das lojas que mais morri de amores na vida. E foi também onde comprei minha famosa xícara da Bela e a Fera que todo mundo ama no Instagram. Enfim, essa lojinha tem muito disso: potes, utensílios para casa, tem até uma seleção de roupas (que não faz muito minha linha), mas que vale a pena dar uma olhadinha | www.oliverbonas.com – 129 High Street Kensington, mas eles têm várias outras filiais.

Neal’s Yard Remedies: quem me indicou foi minha amiga Mari, do Hotel Querido em Buenos Aires. Ela m me havia comentado que a sogra dela fazia comprinhas de cremes lá e eu não pensei duas vezes em entrar na loja quando a vi no Neal’s Yard. Me apaixonei por um creme de mãos com sal marina, que já acabou (quem me traz?), mas a loja tem muitos cremes interessantes, de cheiros bons e uma textura gostosa e fininha (eu não curto creme que fica impregnado na pele). A loja não é das mais em conta e por isso não trouxe a linha toda de shampoo e condicionador deles ahaha | www.facebook.com/NealsYardRemediesOfficial – 15 Neal’s Yard, Covent Garden. Outras lojas no site.

Chez Michele Flowers: ok, isso serve para quem more lá talvez. Mas me matem ou não, comprei umas tulipas TÃO lindas nessa floricultura que amei tanto a disposição das flores na rua que tinha que contar pra vocês | www.chezmichele.org.uk – na 7a Stoney Street – Borough Market.

My Cup of Tea: para quem ama chá e não quiser levar Twinnings pra casa, essa loja tem linhas especialíssimas de chás que valem muito a pena. Mas só para quem curte mesmo, o preço é meio salgadinho | www.mycupoftea.co.uk – 5 Denman Street, W1D 7HA London.

Office Shoes: ok, eu não fui a Londres para comprar sapato para trabalhar. Mas acabei comprando uns dois quando vi os da Office. Pensem em sapatos bem britânicos, LINDOS, com cara de Londres, mega confortáveis e elegantes ainda? Pois bem, a Office tem | www.office.co.uk – várias lojas no site.

Hope & Greenwood: quando vi essa loja achei que estava entrando na loja de doces do Harry Potter hahah. Super old fashioned, com ares de circo antigo, era tudo MUITO encantador. Fiquei parecendo criança babando na vitrine. Depois me dei conta de que a marca é vendida no aeroporto, mas não deixem para comprar na última hora. Aproveitem as lojas fofas | www.hopeandgreenwood.co.uk – 1 Russell Street, Covent Garden.

Saudades, London.

10 Cafés bien Chicas em Londres

Antes de embarcar para Londres, eu já sonhava em conhecer. Fui criada com mãe amante de chás e de pai amante de Beatles. Desde pequenina, sempre curti “aqueles ônibus vermelhinhos” mesmo sem saber que eram britânicos e que existiam fora dos filmes.

Conhecer a Inglaterra estava nos meus planos desde que eu me entendo por gente e me lembro que, quando criança, enquanto 80% das minhas amigas queriam ter a casa da Barbie e brincavam de bonecas, eu amava cortar papelão no formato de TV e me fazer passar por uma jornalista correspondente baseada em Londres hahaha.

cafes-Londres-chicas-12

Por diversas situações nunca pude ir antes para lá, mas as coisas acontecem quando devem acontecer né? Foi tudo muito especial e a cidade não só me encantou como eu tinha certeza que o iria fazer mas, me marcou muito também principalmente porque fui sozinha.

Como eu comentei antes, fui alone. Sozinha mesmo, sem conhecer ninguém por lá. Me hospedei no The Z Soho. Que tinha uma das melhores localizações da vida: na divisa do Covent Garden com o Soho, do lado do metrô. Em um raio de 3 quadras eu não conseguia contar nunca a quantidade de bares e restaurantes que haviam por lá.

Toda a noite tinha degustação de queijo e vinho grátis para os hóspedes (amém!!!!), que foi uma das coisas mais legais da viagem. Por estar viajando sozinha, me senti mais livre para fazer amizades e essa degustação foi um facilitador enorme na hora de conhecer gente legal.

Além dos passeios básicos que vou por aqui, eu fiz também minha to do list cheia de cafés e comidinhas deliciosas, mas também me deixei guiar pelas vontades e achados momentâneos.

– Muryel’s Kitchen: eu estava hospedada do ladinho do Muryels Kitchen. O restaurante/ café não é lá muito barato, gastei em média 13 libras por cada refeição, mas o local parece um sonho. Tem boas opções para quem não é carnívoro, o dia que eu mais tive sucesso na escolha foi quando eu fui de batata com suco verde, maravilha, meio orgânico demais para o meu perfil, mas delícia ainda. A decoração vale muito a ida nem que seja para tomar um hot chocolate, de verdade. Quando eu olhei aquilo, falei “é muito chicas!”.

cafes-Londres-chicas-2

cafes-Londres-chicas-1

– Café El Buen Gusto: meio argentina que sou, eu acabei entrando um dia sem querer querendo no Café El Buen Gusto, não porque achei que era argentino mas, porque todo mundo saia de lá de dentro com um chocolate quente soltando fumacinha. Entrei, me sentei, pedi um muffin de blueberries e claro, o chocolate que estava incrivelmente delicioso. Acabei tomando café outros dias por lá. E fiz amizadyyy com o atendente russo (ou polonês?) que era muito legal e disse que estava em Londres para estudar mas que não via a embora de voltar para a Polônia (ou Rússia? Não me lembro). Ah, ele me chamou para sair na cara larga, mas acho que era mais de boa vontade porque viu que estava sozinha ahaha.

???????????????????????????????

???????????????????????????????

– Garden Museum: foi meu melhor achado. Eu já tinha saído daqui com a ideia de passar por lá porque amo jardins, e AMOO jardins com cafeterias, e quero ter um café algum dia com um JARDIM, pronto. Mas gente, o café lá dentro tem um teto de flores que despencam de cima, é uma coisa lindaaaa demais que fiquei hipnotizada. Juro. Todos os dias eles têm almoço caseiro e você pode comer no jardim mesmo, sempre acompanhado de um chá depois. São várias velhinhas fofas e queridas que atendem que cuidam do museu e do jardim, e elas me transmitiram tanta paz que de tão sensível que eu estava até chorei um pinguinho. Afff, ninguém viu e não tinha boy magya lá não é pra isso. Meu post bem lindo no Destemperados sobre lá.

cafes-Londres-chicas-7

cafes-Londres-chicas-6

– Monmouth: um dia eu passei em frente e estava cheio. Outro dia eu passei em frente e estava cheio de novo. No terceiro dia, entrei. Fila grandona, cheio de gringo trabalhando, mas tem um dos leites mais cremosos da região. Acompanhei com croissant recheado de chocolate, un pain au chocolat. O lugar é pequenino e tem coisas bem boas, mas vive cheio, já disse. Excelente qualidade, mas não vá se você não curte uma vibe hipster.

cafes-Londres-chicas-9

cafes-Londres-chicas-8

– Peyton And Byrne: no único dia que eu peguei chuva em Londres, acabei encontrando esse café para entrar (porque não curto muito cerveja, caso contrário teria entrado em algum pub). Os doces da vitrine me chamaram atenção e eu logo peguei carinho pelo atendente italiano de lá que me fez um dos melhores chocolates quentes da vida, até agora, juro vide foto. Era bem doce e não recomendo pra quem não curte algo tão meloso assim, ainda acompanhei com um docinho que vinha com chocolate, mousse de chocolate com caramelo dentro. Sai de lá sentindo as espinhas nascerem no meu queixo e testa, but who cares? Apelidei o mino de Lorenzo e fui embora feliz com a escolha. Tem post completo no Destemperados.

cafes-Londres-chicas-10

cafes-Londres-chicas-11

– Daylesford Organic: no dia que sai do hotel com destino a Notting Hill eu tinha esse lugar na minha cabeça. Primeiro porque parecia ser um café bem aconchegante, depois porque eu achei que pudesse ser algo como um armazém e depois porque eu li que muita gente falava bem de lá. Logo que eu vi fiquei enamorada, daí tomei café da manhã lá, voltei pra fazer umas fotos e depois ainda lanchei por lá (da ultima vez as meninas até sabiam meu nome, claro). Eles vendem bastante coisinhas orgânicas também, que pareciam estar super frescas, a opção de patisserie também não deixa a desejar. É bem lindão o lugar e eles têm outras filiais por Londres.

cafes-Londres-chicas-14

– The Orangery: não fosse o cansaço acho que Kensigton não teria sido tão agradável. Me chamem de louca ou não, mas fui caminhando desde o Soho até o Palácio, fazia muito frio nesse dia e a única coisa que eu queria era um chá quente (acho que por isso emagreci nessa viagem). Quando olhei pro Orangerie dentro dos Jardins achei a coisa mais royal EVER e acabei pegando o menu antes, com medo dos preços, que não me assustaram e fui direto no English Breakfast com Victorian Sponge Cake, por 10 libras em total. Gente, porque a realeza tem que ser tão seleta? Meu post completo no Destemperados.

cafes-Londres-chicas-17

cafes-Londres-chicas-16

– The Hummingbird Cakes: dica da amiga-sócia Mari, que é casada com um britânico. Assim que cheguei em London ela mandou e-mail com algumas dicas e foi logo comentando sobre essa casinha de cupcakes em Notting Hill. Boys, fiquem alertas, é tudo muito rosa e muito doce, qualquer menina mais frufru pira lá dentro. Mas os cupcakes encantam demais. Fui do clássico de chocolate.

cafes-Londres-chicas-15

– Lily Vanilli Bakery: é a cópia, apenas do café dos meus sonhos de tão perfeito. EU vi a dica dos meninos do Pra Ver em Londres e também já tinha visto esse café em várias pastas do Pinterest ahaha, mas eu estava sem bateria na câmera :( logo, a foto é básica-reprodução. Pedi um muffin de baunilha com chocolate quente e fiquei pairando por lá, o que eu mais sei fazer na vida.

Vanillis-cafe-7-660x440

– Ottolenghi: JAMAIS na vida iria me lembrar do nome dessa café se não fosse pelo Google Street View ahaha, que coisa! Fica bem lindo em Notting Hill e eu topei com ele caminhando por lá só. Fui comer uma sopa bem gostosa, o lugar é minúsculo e tem mesa compartilhada mas não me senti acuada não. Depois que voltei, fiquei sabendo que o pessoal lá manda super bem na cozinha e minhas amigas argentinas blogueiras adoram o lugar ahhaa, mundo é um ovo (que dá pra bater junto com a massa e fazer bolo). O forte é a patisserie de lá, a bancada é linda de morrer.

???????????????????????????????

Outros lugares que eu fui mas que só tomei cafézinho mesmo e por isso não coloquei na lista: Notes, J&A Cafe, Amandine e Kaffeine.

Outros lugares que não tive tempo de ir e que por isso (ahaha) vou voltar: The Breakfast Club, The Scandinavian Kitchen, Good and Proper Tea, The Arch, Peggy, Primrose.

{ENDEREÇOS}

Muryel’s Kitchen: site – facebook. Soho: 36 – 38 Old Compton Street. Outras filiais no site.

Café El Buen Gusto: 39 Frith St, no Soho.

Garden Museum: site – facebook. Lambeth Palace Road SE1 7LB.

Monmouth: site – Lambeth Palace Road SE1 7LB. Covent Garden: 27 Monmouth Street. Outras filiais no site.

Peyton and Byrne: site – facebook. Covent Garden: 44 Wellington Street. Outras filiais no site.

Daylesford Organic: site – facebook. Notting Hill: 208-212 Westbourne Grove. Outras filiais no site.

The Orangery: site. Kensington Palace, Kensington Gardens.

The Hummingbird Bakery: site – facebook. Notting Hill: 133 Portobello Road. Outras filiais no site.

Lily Vanilli Bakery: site – facebook. The Courtyard, Ezra St E2 7RH.

Ottolenghi: site. Notting Hill: 63 Ledbury Road.